51 3713 8100

Hospital Beneficente Monte Alverne torna-se referência regional em saúde Última atualização em, 16 de maio de 2016

A partir de hoje o Hospital Beneficente Monte Alverne deixa de ser visto como um hospital de pequeno porte e entra no cenário de saúde regional como um hospital especial de referência no tratamento de ouvido, nariz e garganta para 13 municípios do Vale do Rio Pardo e uma população de cerca de 340 mil habitantes. A implantação do atendimento regionalizado em otorrinolaringologia e otoneurologia foi anunciado no mês de março, após aprovação em reunião da Comissão Intergestores Regional  (CIR). Nesta segunda-feira um ato oficial marcou o início das atividades na casa de saúde.



Através do Sistema Único de Saúde (SUS) serão oferecidos 50 procedimentos cirúrgicos ao mês, entre os quais estão operações para retirada de amígdalas, de adenoide, para correção de desvio de septo nasal, para redução de cornetos nasais, de sinusite, ouvidos, entre outras. Médico otorrinolaringologista, anestesita e fonoaudiólogo, além de outros especialistas, irão somar-se ao corpo clínico do hospital.  Também serão disponibilizadas cerca de 300 consultas por mês, além de exames, diagnósticos e procedimentos ambulatorais. A União deverá repassar R$ 78,5 mil ao Fundo Municipal de Saúde, o Estado será responsável pelo aporte de R$ 48,5 mil e ao município caberá investir a quantia de R$ 12 mil, através do Programa Municipal de Atenção Hospitalar.



Desde o final de 2015, quando  Candelária teve os atendimentos na área suspensos, a população dos municípios do Vale do Rio Pardo ficou desassistida. Para preencher a lacuna, a Secretaria Municipal de Saúde solicitou a realocação do recurso regional alocado em Candelária para Santa Cruz do Sul, atendendo ao projeto apresentado pelo Hospital Monte Alverne. Em 14 de abril, a Resolução nº 151 da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) homologou a referência, concedendo ao hospital um prazo de 30 dias para dar início ao atendimento.



Ao se pronunciar o presidente do hospital, Elio Scheffler, afirmou que Monte Alverne nunca teve tantos investimentos na área da saúde pública como em 2016 e que o distrito nunca mais será o mesmo. A titular da 13ª CRS, Mariluce Reis, comemorou a manutenção dos serviços de otorrinolaringologia na região. Já o secretário municipal de Saúde, Henrique Hermany, fez um resgate da trajetória do Hospital Monte Alverne, ressaltando conquistas como a do gerador de energia, a reforma do bloco cirúrgico, melhorias no ambulatório, na sala de procedimentos e outras adequações, desde  a cozinha até os leitos. “O Hospital Monte Alverne dá um grande exemplo a outros hospitais do mesmo porte, o de que é possível buscar aspirações maiores”, disse.



Em um esforço conjunto da Secretaria Municipal de Saúde, da diretoria do Hospital Monte Alverne e do Instituto Regional de Otorrinolaringologia (IRO), uma ala do hospital foi adequada, reformada e equipada para receber os novos serviços. Durante o ato de inauguração, representantes do Departamento de Futebol Monte Alverne fizeram o repasse de parte da renda auferida no campeonato da liga, para auxiliar nas despesas referentes às adequações. O ato contou ainda com  benção ecumênica, a cargo do pastor Elio Scheffler e do padre Antônio Bremm, desenlace de fita e descerramento de placa.

 


Além do prefeito Telmo Kirst, dos representantes do Hospital Beneficente Monte Alverne e do IRO, a cerimônia contou com a participação de secretários de Saúde da região, representantes dos hospitais Santa Cruz e Ana Nery, vereadores, comunidade e imprensa. Após a cerimônia, o público conheceu as novas instalações e a imprensa foi convidada a participar de uma visita guiada ao novo bloco cirúrgico.

 

Compartilhe:
Prefeitura de Santa Cruz Suporte Técnico:
suporte@santacruz.rs.gov.br
Desenvolvido por DROP