51 3690 4143

Prefeita Helena mobiliza secretarias para atender atingidos pela chuva na cidade no interior Última atualização em, 19 de janeiro de 2024

A prefeita Helena Hermany convocou um mutirão envolvendo secretarias e subprefeituras para debelar os danos causados pela chuva que atingiu o município a partir da noite de terça-feira (16).


A Secretaria de Obras e Infraestrutura (Seoi) está com todas as suas equipes mobilizadas para o atendimento das demandas ocasionadas pelo temporal. Conforme Helena, as secretarias municipais e a Defesa Civil seguem trabalhando e em prontidão para solucionar os problemas causados pela intempérie nas áreas urbana e rural. “Quero manifestar minha solidariedade a toda a população atingida e garantir que estamos empenhados em atender a todos, para fazer com que a vida de cada um possa voltar ao normal o mais rápido possível”.


Houve chamados em diversos bairros. No Progresso, a Seoi já iniciou a intervenção na área afetada pelo excesso de chuva. No bairro Germânia, servidores realizaram inspeção na tubulação de escoamento da água da chuva e já está agendada a realização de serviço para melhorar a vazão da estrutura.


Na Cohab Renascença, área mais atingida da cidade, a secretaria iniciou a execução de uma valeta provisória para auxiliar no escoamento da água acumulada em uma pista lateral à BR-471. A tubulação da área será ampliada para dar mais vazão ao escoamento.


Na rua 28 de Outubro, houve alagamento por conta de tubulações entupidas com folhas. No Bom Jesus, na rua Visconde de Mauá, foi iniciada a reconstrução de uma galeria de escoamento d’água, danificada pela quantidade anormal de chuva da noite passada. 


Até o final desta tarde, o trânsito no Acesso Grasel permanecia interrompido.


Interior – A zona rural também está demandando grande atenção. Pelo interior, os ventos causaram destelhamentos e queda de postes e árvores, ocasionando falta de energia elétrica e internet, além do bloqueio das estradas.


Mutirão com a Seoi, Secretaria de Agricultura (Seagri), Defesa Civil e subprefeituras atuou para desobstruir estradas interrompidas com a queda de árvores e atender as famílias atingidas. Por volta das 16h, todas as vias já se encontravam desobstruídas.


Em Linha São Martinho, a ação conjunta conseguiu desbloquear a estrada, que tinha o trânsito interrompido com as árvores tombadas. Foram empregados no trabalho quatro retroescavadeiras, a da Subprefeitura de Boa Vista, da Associação de Boa Vista e duas da Seagri. Também foram liberadas as pistas em Pinheiro Machado, Victorino Monteiro e Linha Brasil.


Ainda foram registradas casas, galpões e salões destelhados. Houve prejuízos ainda em Linha General Osório, Rio Paradinho, Vila Panke, Nove Colônias, Travessa Andreas e em Linha Sete. 


A Defesa Civil prossegue com o trabalho de atendimento aos moradores que tiveram os telhados danificados. No entanto, uma notícia trouxe alento aos afetados pelo temporal. A previsão do tempo para os próximos dias mudou, com razoável redução nos volumes de chuva. Dos 80 mm previstos para esta quarta-feira (17), a estimativa reduziu para 30mm. Já na quinta-feira (18), ainda que com chuva mais intensa na madrugada e pela manhã, a quantidade diminuiu de 45 mm para 15 mm.


Na sexta-feira (19), a previsão é de instabilidade com pancadas isoladas, com no máximo precipitação de 5mm. E o sábado manterá a mesma característica, com o máximo de 10 mm de precipitação.


O coordenador da Defesa Civil, Gilberto Reis, orienta que a população permaneça alerta e em caso de qualquer evento adverso entre em contato pelo telefone 153.